in

Antes de ir ao banco fazer um empréstimo, tome estas medidas!

PUBLICIDADE

Quem assume as responsabilidades das contas de casa sabe o que imprevistos e dificuldades financeiras podem ocorrer. Elas não devem jamais serem tidas como comuns, mas acontecem!

E nas horas de aperto quando as contas somam um valor maior do que o dinheiro que você tem em mãos, o primeiro pensamento é tomar dinheiro emprestado para honrar seus débitos e depois tentar se organizar com o credor certo? Errado!

PUBLICIDADE

Nem sempre tomar um empréstimo pode ser a melhor solução para seu problema financeiro. E pensando em te ajudar a entender qual o melhor momento e as ocasiões certas, onde você pode tomar um empréstimo elaboramos essa matéria completa. Acompanhe!

QUANDO NÃO DEVO PEGAR EMPRÉSTIMO?

Quando você está com uma dívida alta, entenda que nem sempre o empréstimo é a melhor solução. Isto se explica de maneira simples porque ao tomar um empréstimo, por menor que seja, a taxa de juros e condição facilitada a sua dívida total irá aumentar.

PUBLICIDADE

Então se você tem um débito hoje de 5 mil reais e pensa em tomar um empréstimo saiba que essa dívida vai saltar para, no mínimo, 6.5 mil reais. Antes de sair de casa para ir ao banco fechar negócio verifique se esse aumento da dívida cabe dentro do seu orçamento e se você terá recursos para quitar.

Às vezes o melhor é negociar cada dívida diretamente com o credor, isso com certeza pode ser bem mais vantajoso. Mas se você prefere ter mais controle sobre a taxa de juros e quer concentrar seus débitos em um só credor, pode ir em frente e tomar o empréstimo.

ORÇAMENTO E GASTOS FIXOS

Pouca gente sabe, mas antes de tomar qualquer dinheiro emprestado o ideal é que você faça uma auto análise do quanto de dinheiro você tem em caixa se sua renda é mesmo fixa e se no meio do caminho sofrerá alguma alteração para menos.

Exemplo antes de tomar um empréstimo o ideal é avaliar o quanto se gasta com suas despesas básicas: Contas de luz, água, internet, alimentação e até um lazer devem ser computadas os valores para essas despesas devem estar garantidos com folga, algo além da parcela do empréstimo.

De nada adianta tomar um empréstimo para se equilibrar se a parcela do empréstimo desequilibra todo o seu orçamento e vai te forçar a se endividar ainda mais.

Por último e não menos importante, as modalidades de empréstimo podem fazer toda a diferença se você deseja economizar. É sempre bom comparar a taxa de juros e os valores totais pagos ao final das parcelas. 

Procure sempre os bancos com menores taxas de juros e melhores linhas de crédito, seja no consignado ou demais modalidades. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *